Pular para o conteúdo principal

Peregrinação das Ordens Dinásticas da Casa Real Portuguesa




Durante a Peregrinação das Ordens Dinásticas da Casa Real Portuguesa, que decorreu no dia 28 de setembro, no Santuário de Nossa Senhora da Conceição em Vila Viçosa, teve lugar também a assinatura de um protocolo entre a Régia Confraria de Nossa Senhora da Conceição, a Real Confraria e a Confraria de D. Manuel.

A imprensa falou com D. Francisco Senra Coelho, Arcebispo de Évora que disse que “a Igreja Católica nem pode ser nostálgica de um tempo que já pertence ao passado, nem pode ser contra compreensões diferentes da organização social e política”.



Para o Arcebispo “a Igreja Católica não é republicana nem filo-Monárquica, a Igreja quer a sua liberdade, para exercer a sua posição e o seu lugar é junto do povo, e cabe ao povo decidir se quer uma república ou uma Monarquia, onde a Igreja sempre respeitará essa decisão”.

D. Francisco destacou ainda a importância “destas casas reais da Europa”, pois “guardam uma história que faz parte do húmus onde cresceu a sociedade”.



Para Francisco Couto, reitor do Santuário de Nossa Senhora da Conceição, que começa por explicar que “esta peregrinação está dividida entre Vila Viçosa e Alcobaça”.

A Peregrinação Internacional das Ordens Dinásticas da Casa Real Portuguesa “insere-se nesta comemoração pela Real Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa, a quem o Papa atribuí a indulgência plenária”, explica o reitor.



Do programa consta “a celebração eucarística” no Santuário, Francisco Couto acrescenta ainda que “estarão presentes cerca de 80 pessoas”. Durante a tarde “visitarão um pouco de Vila Viçosa e dos seus espaços, como é o caso do Paço Ducal”.

Sua Alteza Real o Príncipe Dom Duarte Pio, Duque de Bragança, Chefe da Casa Real Portuguesa, presente na cerimônia, destacou que “todos os membros da Casa Real estão conscientes da sua responsabilidade espiritual e colaboram com as obras existenciais”.



O duque explica que a Real Ordem “colabora em São Tomé e Príncipe, onde já tem um orfanato e um lar de estudantes”, acrescentando ainda os apoios “para o telhado do Santuário de Nossa Senhora da Conceição em Vila Viçosa”.

Questionado pela RC sobre as nacionalidades presentes na Peregrinação, o reitor refere que “são várias, temos pessoas do Haiti, de Leste, representantes da Rainha Isabel II de Inglaterra, dos EUA, de Espanha e de França”.



Francisco Couto destaca ainda a presença “não só de ordens dinásticas, mas também de alguns políticos”.

Francisco Couto destaca a presença do “Sr. Bispo de São Tomé e Príncipe”, bem como do “Sr. Arcebispo de Évora D. Francisco Senra Coelho”.

Aos microfones da imprensa, presentes na cerimônia, Fernando Pinto (Juiz da Régia Confraria de Nossa Senhora da Conceição) explica que “este protocolo visa recuperar algumas das partes deste edifício que tanto necessitam”.



Fernando Pinto relembra que “na minha tomada de posse referi que tentaríamos que os mecenas viessem ter conosco”, acrescentando que “basicamente é o que está a acontecer, das conversas que já tivemos espero que outros donativos venham, tornando assim possível recuperar todo este patrimônio”.

O Juiz explica então que o protocolo “assinado entre a Régia, a Real e a Confraria de D. Manuel visa criar um entendimento em relação ao culto de Nossa Senhora, e requalificar” o Santuário da Padroeira de Portugal.



Fernando Pinto considera que “futuramente existirão outros protocolos com outros fins”, lembrando que “hoje foram entregues cerca de 2 mil euros de donativo”.

Relativamente a esta missão que abraçou recentemente, Fernando Pinto diz-nos que “temos vindo a transmitir aquilo que realmente é necessário fazer por este Santuário”, justificando de seguida que “o importante é mantê-lo e não permitir que se degrade mais”.



Com a colaboração da RÁDIO CAMPANÁRIO, de Portugal.

Comentários

Matérias mais lidas da Revista

S.A.S. o Príncipe D. Andrea Trivulzio-Galli, Duque de Mesolcina, surpreende participando em live sobre cachimbos

  Sua Alteza Sereníssima o Príncipe D. Andrea III Gonzaga Trivulzio-Galli, Duque de Mesolcina  (34), Chefe da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, Alvito e Castel Goffredo , sempre  famoso por sua discrição , e por quase sempre apenas aceitar dar entrevistas e declarações por escrito, surpreendeu a muitos participando de uma Live, onde falou de um de seus mais conhecidos gostos. S.A.S. o Príncipe e Duque de Mesolcina , Príncipe do Sacro Império Romano, participou em uma live no YouTube , no Canal "Tabacos Dalberto", onde falou sobre um de seus hobbies: pipar cachimbo . Além de falar sobre etiqueta na hora de pipar, Sua Alteza também respondeu a perguntas das pessoas que o estavam assistindo, algo verdadeiramente inédito se tratando do Príncipe D. Andrea.  Veja o vídeo aqui: Esbanjando simpatia , o Príncipe de 34 anos respondeu as perguntas do seu entrevistador, mas principalmente, das dezenas de pessoas que assistiram a transmissão ao vivo. Respondeu também, de forma inédit

As atividades da Grã-Princesa Maria da Rússia

 Poucas pessoas sabem, mas a Família Imperial Russa não foi totalmente eliminada pelos comunistas, na revolução de 1917 . O Grão-Príncipe Cyril da Rússia conseguiu fugir , juntamente com sua esposa, a Princesa Victória Melita de Saxe-Coburg e Gotha, e o filho recém nascido de ambos, o Grão-Príncipe Vladmimir da Rússia. Com a morte do Imperador Nicolau II da Rússia , o Grão-Príncipe Cyril tornou-se o Chefe da Casa Imperial Russa , e chegou mesmo a ser coroado Imperador da Rússia no exílio, como Cyril I da Rússia , mantendo-se como Imperador Titular até sua morte, em 1938, quando foi seguido por seu filho, o Grão-Príncipe Vladimir da Rússia, que também declarou-se "Imperador e Autocrata de todas as Rússias" no exílio, como Vladimir I da Rússia .  Do casamento de Vladimir I com a Princesa Leonilda Georgievna Bragation-Mukhrani , membro de um ramo cadete, o dos Príncipes de Mukrani, da Casa Real da Geórgia . Desse casamento nasceu uma filha, a Grã-Princesa Maria Vladimirovna da

Príncipe Leka da Albânia leva surra da ex-mulher

  O Príncipe Leka II Zogu , um dos pretendentes ao extinto Trono da Albânia, como descendente do Rei Zog I, levou uma surra da sua ex-mulher, Elia , e do pai desta. O Príncipe Leka e Elia Zaharia separaram-se , e inicialmente comentava-se que o divórcio devia-se a alguma infidelidade de Leka, porém, agora, outros contornos dão-se ao fato: pode ser que o Príncipe Leka Zogu tenha pedido o divórcio para escapar das surras que levava da ex-esposa. O casal tem uma filha, a Princesa Geraldine Zugu . Foi justamente a uma visita do Príncipe Leka a casa de sua ex-esposa, que tem a guarda da filha, que o Chefe da Família Zogu levou uma boa surra de sua ex-mulher, aos gritos de " você é uma fraude ", e investiga-se se o pai de Elia tenha ajudado a agredir o ex genro.  Tudo ficou ainda mais escandaloso , quando o Príncipe Leka filmou a gritaria, e sem o menor pudor, publicou nas redes sociais, veja o vídeo: O Príncipe Leka não é o único pretendente ao extinto Trono da Albânia , uma vez q