Pular para o conteúdo principal

A brasileiríssima Rainha Silvia da Suécia é recebida pelo Papa Francisco I



O Papa Francisco I recebeu nesta segunda-feira (27) a Rainha da Suécia, Silvia Renate Sommerlath, que está em Roma para participar de um seminário organizado pela Pontifícia Academia de Ciências e pela Embaixada da Suécia junto à Santa Sé.

O evento sobre o tráfico de pessoas, com atenção especial para as crianças foi realizado na Casina Pio IV, no Vaticano. Entre outros, presente o cardeal Peter Turkson, presidente do Pontifício Conselho Justiça e Paz.

A Rainha desenvolve atividades em prol das crianças e já esteve no Vaticano em outras ocasiões. Ela é uma das fundadoras da World Childhood Foundation, cuja sede está em Nova York, onde trabalha sua filha Madalena.

A Suécia é uma monarquia constitucional, mas seus sistemas democráticos colocaram-no em primeiro lugar no "índice de democracia 2006" na lista de 167 países.

A Rainha, filha do empresário alemão Walther Sommerlath e da brasileira Alice Soares de Toledo, é luterana. O seu avô materno era Artur Floriano de Toledo, descendente do rei Afonso III de Portugal, bisneto de Antónia de Almeida de Aguiar, descendente de umas famílias de fidalgos estabelecidas em São Paulo, durante o período colonial Português.

A família Sommerlath viveu em São Paulo, entre 1947 e 1957, onde Sílvia estudou no tradicional colégio alemão, o Colégio Visconde de Porto Seguro. A família retornou para a Alemanha Ocidental em 1957.

Durante a visita ao Papa, a Rainha Silvia estava acompanhada por um de seus três filhos, a Princesa Madalena, que estava com o marido, o americano Christopher Paul O'Neill, batizado católico e a filha Leonore, de um ano. Seu marido, o Rei Carlos XVI Gustavo, não estava presente na ocasião.

Ao chegar no Palácio Apostólico, Mons. Georg Ganswein os acolheu em alemão, mas no encontro com Francisco conversaram em espanhol.

Vestida de preto, ela, a filha, o cunhado e a neta foram recebidos por Francisco, superando a rigidez protocolar, com grande afeto.

Na tradicional troca de presentes, a Rainha ofereceu ao Papa três livros de oração, um seu, outro de sua filha Vitória e o terceiro da neta Estela, além de um vaso de cristal sueco com o escudo da Casa Real. O Papa, por sua vez, ofereceu à Rainha a Exortação Apostólica Evangelii Gaudium em alemão.


Em certo momento do encontro, a rainha - sentada em uma cadeira com a neta em seus braços- e o Pontífice, começaram a conversar com grande familiaridade, e até mesmo a menina que brincava com algumas chaves que o Papa lhe entregou, trocou algumas palavras com Francisco. No final do encontro, a babá buscou-a e o Santo Padre se despediu pedindo "por favor, rezem por mim”.

Comentários

Matérias mais lidas da Revista

S.A.S. o Príncipe D. Andrea Trivulzio-Galli, Duque de Mesolcina, surpreende participando em live sobre cachimbos

  Sua Alteza Sereníssima o Príncipe D. Andrea III Gonzaga Trivulzio-Galli, Duque de Mesolcina  (34), Chefe da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, Alvito e Castel Goffredo , sempre  famoso por sua discrição , e por quase sempre apenas aceitar dar entrevistas e declarações por escrito, surpreendeu a muitos participando de uma Live, onde falou de um de seus mais conhecidos gostos. S.A.S. o Príncipe e Duque de Mesolcina , Príncipe do Sacro Império Romano, participou em uma live no YouTube , no Canal "Tabacos Dalberto", onde falou sobre um de seus hobbies: pipar cachimbo . Além de falar sobre etiqueta na hora de pipar, Sua Alteza também respondeu a perguntas das pessoas que o estavam assistindo, algo verdadeiramente inédito se tratando do Príncipe D. Andrea.  Veja o vídeo aqui: Esbanjando simpatia , o Príncipe de 34 anos respondeu as perguntas do seu entrevistador, mas principalmente, das dezenas de pessoas que assistiram a transmissão ao vivo. Respondeu também, de forma inédit

As atividades da Grã-Princesa Maria da Rússia

 Poucas pessoas sabem, mas a Família Imperial Russa não foi totalmente eliminada pelos comunistas, na revolução de 1917 . O Grão-Príncipe Cyril da Rússia conseguiu fugir , juntamente com sua esposa, a Princesa Victória Melita de Saxe-Coburg e Gotha, e o filho recém nascido de ambos, o Grão-Príncipe Vladmimir da Rússia. Com a morte do Imperador Nicolau II da Rússia , o Grão-Príncipe Cyril tornou-se o Chefe da Casa Imperial Russa , e chegou mesmo a ser coroado Imperador da Rússia no exílio, como Cyril I da Rússia , mantendo-se como Imperador Titular até sua morte, em 1938, quando foi seguido por seu filho, o Grão-Príncipe Vladimir da Rússia, que também declarou-se "Imperador e Autocrata de todas as Rússias" no exílio, como Vladimir I da Rússia .  Do casamento de Vladimir I com a Princesa Leonilda Georgievna Bragation-Mukhrani , membro de um ramo cadete, o dos Príncipes de Mukrani, da Casa Real da Geórgia . Desse casamento nasceu uma filha, a Grã-Princesa Maria Vladimirovna da

Príncipe Leka da Albânia leva surra da ex-mulher

  O Príncipe Leka II Zogu , um dos pretendentes ao extinto Trono da Albânia, como descendente do Rei Zog I, levou uma surra da sua ex-mulher, Elia , e do pai desta. O Príncipe Leka e Elia Zaharia separaram-se , e inicialmente comentava-se que o divórcio devia-se a alguma infidelidade de Leka, porém, agora, outros contornos dão-se ao fato: pode ser que o Príncipe Leka Zogu tenha pedido o divórcio para escapar das surras que levava da ex-esposa. O casal tem uma filha, a Princesa Geraldine Zugu . Foi justamente a uma visita do Príncipe Leka a casa de sua ex-esposa, que tem a guarda da filha, que o Chefe da Família Zogu levou uma boa surra de sua ex-mulher, aos gritos de " você é uma fraude ", e investiga-se se o pai de Elia tenha ajudado a agredir o ex genro.  Tudo ficou ainda mais escandaloso , quando o Príncipe Leka filmou a gritaria, e sem o menor pudor, publicou nas redes sociais, veja o vídeo: O Príncipe Leka não é o único pretendente ao extinto Trono da Albânia , uma vez q