Pular para o conteúdo principal

Viagem ao Palácio dos Príncipes de Lampedusa


Convidamos aos nobres Leitores da Revista Mundo da Nobreza para um passeio através dos séculos da Aristocracia Italiana, a mais antiga e poderosa do mundo.

Como disse certa vez o Príncipe italiano Andre III Trivulzio-Galli "Quem não leu 'O Leopardo' não sabe o que é viver", e certamente, a obra prima do também Príncipe italiano Dom Giuseppe Tomasi, Príncipe de Lampedusa, Duque de Palma de Montechiaro (1896-1957), é a obra que melhor mostra a vida e a obra da alta Nobreza Siciliana da metade do século XIX, início do século XX.


O Palácio de Lepedusa, construído sobre as muralhas militares do século XVI, que até então cercavam Palermo, o Palácio fica majestosamente à beira-mar. O Palácio foi construído pela família principesca dos Branciforte di Butera, sendo depois vendidos à família Gravina, que os alugou aos Padres da Ordem dos Teatinos, que nele inauguraram um colégio para a educação dos Nobres, em 1728.


O Colégio foi fechado em 1768, e o edifício foi vendido para o Príncipe Giuseppe Amato de Galati, que reformou a faxada do mesmo, concebendo as dez janelas que dão para um terraço de 9x80 metros, de frente para o mar.


Em 1849 o palácio foi adquirido pela Coroa, que o deu ao Príncipe Giuliano Fabrizio Tomasi, Príncipe de Lampedusa, como pagamento pela desapropriação da Ilha de Lampedusa, até então Principado Feudal da Casa de Tomasi di Lampedusa. O Príncipe Giuliano Fabrizio era astrônomo amador, sendo o modelo utilizado por Dom Giuseppe para o personagem principal de "O Leopardo", chamado "Fabruzio, Príncipe de Salina".


A mais ilustre morador do Palácio foi realmente o Príncipe Giuseppe Tomasi di Lampedusa, sendo que em 1948 o Palácio foi destruído por um bombardeio americano, durante a II Guerra Mundial. Giuseppe, e sua esposa a Boronesa Alexandra von Wolff Stomeresee não tiveram filhos, mas para evitar o fim da família, Giuseppe adotou o seu primo distante, o Conde Gioacchino Lanza di Assaro di Branciforte Mazzarino, que mudou seu nome para Gioacchino Lanza Tomasi di Lampedusa. 


Após a morte do Príncipe Giuseppe, em 1957, o agora Dom Gioacchino Lanza Tomasi, Príncipe de Lampedusa e 13º Duque de Palma de Montecchiaro restaurou o Palácio da família, lhe devolvendo seu magnífico esplendor. Hoje o Palácio abriga hóspedes de luxo, que podem viver semanas no luxuoso fausto da aristocracia siciliana. 

Veja informações no site: http://www.butera28.it/ , onde podem ser vistas mais fotos do Palácio.  


Um dos melhores programas da hospedagem é a oportunidade de cozinhar com a esposa do Príncipe Gioacchino, a Princesa Nicoletta Lanza Tomasi di Lampedusa, o que é uma mistura sutil de cozinha local da Sicília e do mar Quem não sonhou em ser ensinado essa arte por família aristocrata genuína, que, em seguida, você vai fazer as honras da sua permanece. Toalhas de mesa de damasco, talheres blasonados, porcelana e cristal antigos, servos, pratos tradicionais e autênticos, todos seduzidos durante uma refeição no Palácio Lanza Tomasi.

Príncipe e Princesa de Lampeduza, Duques de Palma.

Qualquer curso terá início com uma visita ao mercado para comprar os ingredientes, mas também para mergulhar no coração da vida de Palermo. Em seguida, haverá a aula de culinária dada pela Duquesa e, em seguida, você pode desfrutar do melhor da cozinha siciliana, o produto de uma terra onde o Oriente e o Ocidente se encontraram em harmonia durante séculos.


Alguns pratos passados pela Duquesa de Palma, Princesa de Lampesusa serão postados nas próximas edições, você não pode perder!



Comentários

Matérias mais lidas da Revista

S.A.S. o Príncipe D. Andrea Trivulzio-Galli, Duque de Mesolcina, surpreende participando em live sobre cachimbos

  Sua Alteza Sereníssima o Príncipe D. Andrea III Gonzaga Trivulzio-Galli, Duque de Mesolcina  (34), Chefe da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, Alvito e Castel Goffredo , sempre  famoso por sua discrição , e por quase sempre apenas aceitar dar entrevistas e declarações por escrito, surpreendeu a muitos participando de uma Live, onde falou de um de seus mais conhecidos gostos. S.A.S. o Príncipe e Duque de Mesolcina , Príncipe do Sacro Império Romano, participou em uma live no YouTube , no Canal "Tabacos Dalberto", onde falou sobre um de seus hobbies: pipar cachimbo . Além de falar sobre etiqueta na hora de pipar, Sua Alteza também respondeu a perguntas das pessoas que o estavam assistindo, algo verdadeiramente inédito se tratando do Príncipe D. Andrea.  Veja o vídeo aqui: Esbanjando simpatia , o Príncipe de 34 anos respondeu as perguntas do seu entrevistador, mas principalmente, das dezenas de pessoas que assistiram a transmissão ao vivo. Respondeu também, de forma inédit

As atividades da Grã-Princesa Maria da Rússia

 Poucas pessoas sabem, mas a Família Imperial Russa não foi totalmente eliminada pelos comunistas, na revolução de 1917 . O Grão-Príncipe Cyril da Rússia conseguiu fugir , juntamente com sua esposa, a Princesa Victória Melita de Saxe-Coburg e Gotha, e o filho recém nascido de ambos, o Grão-Príncipe Vladmimir da Rússia. Com a morte do Imperador Nicolau II da Rússia , o Grão-Príncipe Cyril tornou-se o Chefe da Casa Imperial Russa , e chegou mesmo a ser coroado Imperador da Rússia no exílio, como Cyril I da Rússia , mantendo-se como Imperador Titular até sua morte, em 1938, quando foi seguido por seu filho, o Grão-Príncipe Vladimir da Rússia, que também declarou-se "Imperador e Autocrata de todas as Rússias" no exílio, como Vladimir I da Rússia .  Do casamento de Vladimir I com a Princesa Leonilda Georgievna Bragation-Mukhrani , membro de um ramo cadete, o dos Príncipes de Mukrani, da Casa Real da Geórgia . Desse casamento nasceu uma filha, a Grã-Princesa Maria Vladimirovna da

Príncipe Leka da Albânia leva surra da ex-mulher

  O Príncipe Leka II Zogu , um dos pretendentes ao extinto Trono da Albânia, como descendente do Rei Zog I, levou uma surra da sua ex-mulher, Elia , e do pai desta. O Príncipe Leka e Elia Zaharia separaram-se , e inicialmente comentava-se que o divórcio devia-se a alguma infidelidade de Leka, porém, agora, outros contornos dão-se ao fato: pode ser que o Príncipe Leka Zogu tenha pedido o divórcio para escapar das surras que levava da ex-esposa. O casal tem uma filha, a Princesa Geraldine Zugu . Foi justamente a uma visita do Príncipe Leka a casa de sua ex-esposa, que tem a guarda da filha, que o Chefe da Família Zogu levou uma boa surra de sua ex-mulher, aos gritos de " você é uma fraude ", e investiga-se se o pai de Elia tenha ajudado a agredir o ex genro.  Tudo ficou ainda mais escandaloso , quando o Príncipe Leka filmou a gritaria, e sem o menor pudor, publicou nas redes sociais, veja o vídeo: O Príncipe Leka não é o único pretendente ao extinto Trono da Albânia , uma vez q