Pular para o conteúdo principal

A Princesa de Thurn und Taxis rebate acusações de homofobia

Princesa Glória posa ao lado do ex prefeito de Berlim Klaus Wowereit, que é conhecido por ser homossexual


Recentemente Sua Alteza Sereníssima a Princesa Glória von Thurn und Taxis, viúva do anterior Príncipe Titular de Thurn und Taxis, e mãe de Sua Alteza Sereníssima o Príncipe Albert II de Thurn und Taxis seria homenageada pelo 50º aniversário do "Museu del Barrio", de Nova York. 

Essa bela homenagem, contudo, começou a ser contestada por um historiador de arte, que passou a espalhar nas mídias sociais que a Princesa alemã, por ser uma Católica devota e praticante, seria muito "conservadora", e em seguida passou a acusa-la de "homofobia". 

Contudo, quando o assunto é autodefesa, os von Thurn und Taxis são extremamente eficazes: uma das últimas famílias principescas do Sacro Império Romano-Germânico que mantiveram sua fortuna, os Príncipes von Thurn und Taxis são donos de castelos, imensas propriedades rurais, e sabem utilizar seu vasto patrimônio como propaganda.

Para demonstrar que não há nada de homofobia na Princesa Viúva de Thurn und Taxis, ao chegar ao enorme Castelo de Sant Emmerant, a Sede da Casa Principesca em Regensburg, na Baviera, pode ser visto um enorme quadro, medindo aproximadamente 3x4 metros, no qual há o retrato de um homem negro, nu, deitado sobre a grama. A Princesa conta que acredita ser um autorretrato do artista, negro e homossexual, que passou uma noite com seu parceiro naquele castelo, à convite da própria Princesa. 

"Recebi muitas mensagens de apoio e conforto de amigos gays, quando esse escândalo do museu tornou-se público", conta a Princesa Glória. 

Contudo, a Princesa deixa claro sua posição enquanto Católica Romana devota "A Igreja Católica ensina no Catecismo que todas as pessoas são iguais perante Deus, e que a discriminação é pecado, contudo, enquanto Católica devota, temos que observar os mandamentos". A princesa Glória também afirma que confessa-se regularmente, e que acredita que os pecados são perdoados pela confissão, dessa forma que a Salvação está disponível para todos. 

A Princesa Glória von Thurn und Taxis agora acusa o New York Times de persegui-la enquanto Católica, e de tentar impor uma ditadura do "politicamente correto" contra os Conservadores. 

Comentários

Matérias mais lidas da Revista

S.A.S. o Príncipe D. Andrea Trivulzio-Galli, Duque de Mesolcina, surpreende participando em live sobre cachimbos

  Sua Alteza Sereníssima o Príncipe D. Andrea III Gonzaga Trivulzio-Galli, Duque de Mesolcina  (34), Chefe da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, Alvito e Castel Goffredo , sempre  famoso por sua discrição , e por quase sempre apenas aceitar dar entrevistas e declarações por escrito, surpreendeu a muitos participando de uma Live, onde falou de um de seus mais conhecidos gostos. S.A.S. o Príncipe e Duque de Mesolcina , Príncipe do Sacro Império Romano, participou em uma live no YouTube , no Canal "Tabacos Dalberto", onde falou sobre um de seus hobbies: pipar cachimbo . Além de falar sobre etiqueta na hora de pipar, Sua Alteza também respondeu a perguntas das pessoas que o estavam assistindo, algo verdadeiramente inédito se tratando do Príncipe D. Andrea.  Veja o vídeo aqui: Esbanjando simpatia , o Príncipe de 34 anos respondeu as perguntas do seu entrevistador, mas principalmente, das dezenas de pessoas que assistiram a transmissão ao vivo. Respondeu também, de forma inédit

As atividades da Grã-Princesa Maria da Rússia

 Poucas pessoas sabem, mas a Família Imperial Russa não foi totalmente eliminada pelos comunistas, na revolução de 1917 . O Grão-Príncipe Cyril da Rússia conseguiu fugir , juntamente com sua esposa, a Princesa Victória Melita de Saxe-Coburg e Gotha, e o filho recém nascido de ambos, o Grão-Príncipe Vladmimir da Rússia. Com a morte do Imperador Nicolau II da Rússia , o Grão-Príncipe Cyril tornou-se o Chefe da Casa Imperial Russa , e chegou mesmo a ser coroado Imperador da Rússia no exílio, como Cyril I da Rússia , mantendo-se como Imperador Titular até sua morte, em 1938, quando foi seguido por seu filho, o Grão-Príncipe Vladimir da Rússia, que também declarou-se "Imperador e Autocrata de todas as Rússias" no exílio, como Vladimir I da Rússia .  Do casamento de Vladimir I com a Princesa Leonilda Georgievna Bragation-Mukhrani , membro de um ramo cadete, o dos Príncipes de Mukrani, da Casa Real da Geórgia . Desse casamento nasceu uma filha, a Grã-Princesa Maria Vladimirovna da

Príncipe Leka da Albânia leva surra da ex-mulher

  O Príncipe Leka II Zogu , um dos pretendentes ao extinto Trono da Albânia, como descendente do Rei Zog I, levou uma surra da sua ex-mulher, Elia , e do pai desta. O Príncipe Leka e Elia Zaharia separaram-se , e inicialmente comentava-se que o divórcio devia-se a alguma infidelidade de Leka, porém, agora, outros contornos dão-se ao fato: pode ser que o Príncipe Leka Zogu tenha pedido o divórcio para escapar das surras que levava da ex-esposa. O casal tem uma filha, a Princesa Geraldine Zugu . Foi justamente a uma visita do Príncipe Leka a casa de sua ex-esposa, que tem a guarda da filha, que o Chefe da Família Zogu levou uma boa surra de sua ex-mulher, aos gritos de " você é uma fraude ", e investiga-se se o pai de Elia tenha ajudado a agredir o ex genro.  Tudo ficou ainda mais escandaloso , quando o Príncipe Leka filmou a gritaria, e sem o menor pudor, publicou nas redes sociais, veja o vídeo: O Príncipe Leka não é o único pretendente ao extinto Trono da Albânia , uma vez q